Comentários desativados em Hector Assunção é tricampeão brasileiro de motocross na MX2

Hector Assunção é tricampeão brasileiro de motocross na MX2

Três Rios (RJ) – O paulista Hector Assunção, da Equipe Honda Mobil, conquistou neste domingo (22) o tricampeonato do Brasileiro de Motocross na MX2, após vitória na primeira corrida da categoria da última etapa da temporada 2015, realizada em Três Rios (RJ). Além de 2015, Hector Assunção foi campeão em 2014 e 2012. Aos 23 anos e natural de Osasco (SP), ele também tem dois títulos brasileiros na 65cc e um na 85cc.

“É muita emoção. Só quando eu acordar nesta segunda-feira que vou dar conta que sou tricampeão. Foi um fim de semana incrível, me senti muito à vontade na pista e saio da última etapa com duas ótimas corridas. Muito obrigado para todos da equipe”, diz Hector.

Com o gaúcho Duda Parise, da Escuderia X, a Honda faturou o título da MX3. Campeão com uma etapa de antecipação na Júnior, Leonardo Almeida, da Dunas Team, fez bonito ao vencer a corrida final da categoria. Para fechar o ótimo fim de semana para o esquadrão vermelho, o português Paulo Alberto, também da Equipe Honda Mobil, levou a primeira corrida da MX1, seguido do inglês Adam Chatfield, da Ipiranga IMS Levorin.

MX2

Para levar o título com a CRF 250R, Hector Assunção precisava apenas chegar à frente de Dudu Lima, que terminou em terceiro lugar. Com a missão cumprida na primeira bateria, o piloto Honda comemorou a conquista com toda a equipe.

Na segunda corrida, de novo, ele sobrou na pista. Já consagrado tricampeão, o piloto Honda venceu também a segunda bateria da categoria. Na primeira volta, Hector assumiu a ponta da corrida e seguiu à frente até o final, abrindo mais de 12 segundos em relação ao segundo colocado. Assim, o paulista encerrou o campeonato com mais uma vitória.

MX1

O português Paulo Alberto venceu de ponta a ponta a primeira corrida da MX1, com a CRF 450R. O piloto da Equipe Honda Mobil fez boa largada e disparou na liderança da prova, chegando a dar volta no quinto colocado. A Honda teve também dobradinha com o inglês Adam Chatfield, da Ipiranga IMS Levorin, que terminou na segunda colocação. Bom resultado também para o equatoriano Jetro Salazar, da Escuderia X, que fechou em quarto lugar.

Já na bateria final, Paulo largou mais para trás e bem no final, quando ocupava a quarta colocação, precisou deixar a corrida. O português foi atingido por uma pedra que danificou os óculos. Assim, sem a proteção, entrou areia nos olhos e o impediu de continuar. Com isso, Jetro assumiu a posição e Adam terminou em quinto. A vitória e o título da categoria ficaram com o espanhol Carlos Campano.

MX3

O gaúcho Duda Parise, piloto Honda da Escuderia X, levou o bicampeonato (2015 e 2011) brasileiro de motocross na MX3. Mesmo com a segunda colocação na última corrida da temporada, Duda já entrou na pista com o título antecipado, porque o seu adversário direto, Milton Becker, o Chumbinho, não participou da etapa. A vitória na prova ficou com o esloveno Roman Jelen, da Ipiranga IMS Levorin.

“É uma grande alegria ganhar mais esse título em um ano difícil para todo mundo. Estou deixando as pistas como piloto, mas espero continuar no meio”, conta Duda emocionado que também anuncia a aposentadoria.

Júnior

Leonardo Almeida, da Dunas Team, encerrou com vitória a temporada 2015 do Brasileiro de Motocross, com a CRF 150R. Com o título da categoria garantido na penúltima etapa, o garoto de 15 anos acelerou forte para fechar o ano com mais um primeiro lugar.

O duelo, novamente, foi com Renato Paz. Os dois revezaram a liderança, mas no final, melhor para o piloto Honda, que comemorou no lugar mais alto do pódio. “É muito bom ser campeão brasileiro e também ganhar mais uma corrida para fechar o ano com chave de ouro. Quero agradecer toda a minha equipe pela temporada e agora é pensar nos futuros desafios”, destaca Leo.

Wellington Garcia (MX1) e Gustavo Pessoa (MX2), da Equipe Honda Mobil, não participaram da última do Brasileiro, pois se recuperam de cirurgias.

A Equipe Honda Mobil de Motocross tem o patrocínio da Pirelli, IMS e Yoshimura.

Resultados – 6ª etapa Brasileiro de Motocross – Três Rios (RJ)

Soma baterias MX2 – Cinco primeiros
1º Hector Assunção #1 – 50 pontos
2º Fábio dos Santos #987 – 44 pontos
3º Eduardo Lima #2 – 40 pontos
4º Pedro Bueno #97 – 34 pontos
5º José Bryan Soares #31 – 33 pontos

1ª corrida MX2 – Cinco primeiros
1º Hector Assunção #1
2º Fábio dos Santos #987
3º Eduardo Lima #2
4º Pedro Bueno #97
5º João Pedro Ribeiro #282

2ª corrida MX2 – Cinco primeiros
1º Hector Assunção #1
2º Fábio dos Santos #987
3º Eduardo Lima #2
4º José Bryan Soares #31
5º Pedro Bueno #97

Soma baterias MX1 – Cinco primeiros
1º Carlos Campano #1 – 45 pontos
2º Adam Chatfield #407 – 38 pontos
3º Thales Vilardi #27 – 36 pontos
4º Jetro Salazar #920 – 36 pontos
5º Paulo Alberto #211 – 35 pontos

1ª corrida da MX1 – Cinco primeiros
1º Paulo Alberto #211
2º Adam Chatfield #407
3º Carlos Campano #1
4º Jetro Salazar #920
5º Thales Vilardi #27

2ª corrida da MX1 – Cinco primeiros
1º Carlos Campano #1
2º Antonio Balbi Junior #3
3º Thales Vilardi #27
4º Jetro Salazar #920
5º Adam Chatfield #407

Corrida MX3 – Cinco primeiros
1º Roman Jelen #912
2º Duda Parise #992
3º Mariana Balbi #81
4º Rene de Alburquerque #911
5º Joelson Bazilio #199

Corrida Júnior – Cinco primeiros
1º Leonardo Almeida #62
2º Renato Paz #101
3º Tallys Brito #183
4º Thiago Brenner #24
5º Joaquim Neto #11

VIPCOMM
Assessoria de Imprensa Honda Racing Brasil
Jornalistas responsáveis: Ricardo Ribeiro/Carolina Yada
Tel: (11) 3893-1010
E-mail: carolina.yada@vipcomm.com.br
Site oficial: www.honda.com.br/hondaracingbrasil 
Sala de imprensa: www.vipcommnews.com/category/hondaracing
Twitter: @equipehonda